Bastidores

06 de junho de 2019

O enviado de Bolsonaro ao STF (por Luiz Weber)

Bolsonaro não é um liberal na economia, não é um conservador nos costumes, não é um fascista. Bolsonaro é um desinstitucionalizado. Ele não tem bridão. No Exército, insubordinou-se, desafiou seus superiores. Na Presidência, parece ter dificuldade em compreender o sistema de... Continuar Lendo

06 de junho de 2019

As duas lesões de Neymar (por Ricardo Noblat)

Tão logo o prêmio da Mega-Sena volte a acumular, perguntarei ao vice-presidente da CBF, Francisco Noveletto, em quais números deveria jogar. Noveletto é bom de palpite – ou então lhe sopram com antecedência o que está para acontecer. Há... Continuar Lendo

05 de junho de 2019

Ney desabafa: “A Paraíba é uma madrasta”

Ex-senador da Paraíba, Ney Suassuna chegou a ser dono de 123 faculdades no Brasil e escolas em 48 países. Nem esse sucesso empresarial e financeiro, porém, fez o bem sucedido empresário apagar certas mágoas da terra que lhe pariu.... Continuar Lendo

05 de junho de 2019

Faoro e Justiça Militar (por Elio Gaspari)

Em 1997, quando estava no forno a transferência dos processos de PMs para a Justiça Militar, Raymundo Faoro matou a questão com quatro palavras: “É um privilégio de impunidade”. Com seu senso de humor, acrescentou: “O presidente francês Georges... Continuar Lendo

05 de junho de 2019

O futuro do PSDB e DEM (por Eliane Cantanhêde)

O destino do PSDB e do DEM está diretamente vinculado ao futuro do bolsonarismo e ao sucesso ou fracasso do governo Jair Bolsonaro. A direita foi ocupada pelo capitão. Logo, tucanos e democratas têm de perseguir o centro. Com... Continuar Lendo

Vídeo

Entrevista: Anísio, da “roça” da suplência à “produção” da Assembleia


Queimando

Dona Candinha sobre a fogueira em torno do ex-juiz e atual ministro da Justiça:

"É brasa, Moro!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Se a moda pega e hackers começarem a vazar conversas entre magistrados e promotores nos estados?
NÚMERO

R$ 5.443.865,48

Valor empenhado pela Prefeitura de Campina Grande para pagamento de combustíveis, no ano de 2018, segundo relatório de auditoria do TCE, que alertou o município por maior eficiência na compra.