Bastidores

Coronavírus: disputa política contamina debate técnico

19 de maio de 2020 às 17h01

De repente, políticos tiraram os paletós e trocaram por jalecos. Cada um tem seu estetoscópio e receituário.

O palanque – que ainda não terminou – expulsa os técnicos e contamina com política o debate de saúde Politicagem, melhor dizendo.

Para as turbas bolsonaristas, tudo que não é espelho é inimigo.

Para a resistência inconformada, o que vem daquele lá é para ser combatido. Bom ou ruim? Não interessa. Nada de bom pode sair desse mato.

Essa conflagração contamina tudo, até a discussão científica sobre o enfrentamento a um vírus que nem é de direita e nem é de esquerda.

Não consta no TSE nenhuma filiação partidária dele. Esquisito, nem tem domicílio brasileiro.

O que era pra ser uma frente ampla e organizada de combate à doença, que mata aos montes, vira um flanco arreganhado para o caos.

O desajuste, a ausência de comando unificado e a falta de uma linguagem responsável são tão ou mais letais do que a covid-19.

Se não confiamos o suficiente em  nossos estudiosos, cientistas e pesquisadores para apontarem caminhos, em quem devemos depositar nossa expectativa? Nos políticos e seus projetos de poder?

Os líderes em seus postos de mando deveriam se contentar em executar os encaminhamentos de quem entende da matéria.

A política já erra demais no básico. Poderia poupar o distinto cidadão de servir de rato de laboratório e suas teorias e conspirações. E, sobretudo, dessa terrível roleta russa.

Numa pandemia desafiadora como essa, são os líderes políticos que necessitam se auscultar dos técnicos. Não o contrário.

Vídeo

Pandemia, prefeitos e a despressurização eleitoral; comentário de Heron Cid na Hora H


Submerso

Dona Candinha sobre o escândalo e suspeitas de desvios envolvendo mais um governador fluminense:

"O Rio está afogado!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quem são os integrantes do tal “gabinete do ódio” na Paraíba?
NÚMERO

1.290

Novos casos confirmados de covid-19 na Paraíba, nas últimas 24 horas, número que fez a Paraíba chegar a 10.209 diagnósticos da doença.