Bastidores

Bravata

11 de maio de 2020 às 17h49
Antes de tentar convencer STF, mídia e população, Bolsonaro poderia primeiro convencer seu ministro

São 24 dias desde a posse do novo ministro da Saúde, Nelson Teich. Quase um mês depois nada, oficialmente, mudou na orientação do Ministério da Saúde na estratégia de combate ao novo coronavírus.

O isolamento social não foi desaconselhado pelo novo time técnico da pasta. Nem em notas oficiais e nem em entrevistas coletivas.

O ministro é outro, a política ainda é a mesma.

Mesmo assim, nenhuma alteração no comportamento do presidente Jair Bolsonaro. Ele mantém o desdém e pressiona até o Supremo Tribunal Federal a intervir na quarentena adotada por estados e municípios.

Bolsonaro atravessa a Praça dos Três Poderes para pedir ao STF, órgão julgador e não executivo, o que poderia reivindicar diretamente ao seu ministro, em tese mais alinhado ao presidente do que o antecessor.

Antes de convencer o STF, a mídia e a população do contrário, Bolsonaro bem que poderia primeiro convencer Nelson Teich. Ou ser convencido pelo ministro.

Vídeo

Pandemia, prefeitos e a despressurização eleitoral; comentário de Heron Cid na Hora H


Submerso

Dona Candinha sobre o escândalo e suspeitas de desvios envolvendo mais um governador fluminense:

"O Rio está afogado!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quem são os integrantes do tal “gabinete do ódio” na Paraíba?
NÚMERO

1.290

Novos casos confirmados de covid-19 na Paraíba, nas últimas 24 horas, número que fez a Paraíba chegar a 10.209 diagnósticos da doença.