Bastidores

A vida e obra de Wills Leal em frases

7 de maio de 2020 às 20h12

Wills Leal marcou o jornalismo, a cultura, a literatura e arte paraibana. Disso não há dúvidas. Menos ainda quando se lê os depoimentos dos seus colegas contemporâneos da imprensa paraibana.

Ninguém melhor do que eles para atestar, com autoridade, a vida e obra do jornalista, crítico e acadêmico que nos deixou hoje ao hoje aos 84 anos.

O Blog elencou frases de confrades sobre Leal.

“Wills Leal consolidou uma história muito além do valor intelectual e de agitação cultural porque ele era o maior dos visionários em favor da Paraíba e jogava o jogo em várias áreas”. (Walter Santos)

“Brigava por tudo que dissesse respeito ao interesse coletivo”. (Abelardo Jurema)

“Wills era totalmente leal”. (Kubitschek Pinheiro)

“Perdemos uma das maiores inteligências de nossa terra”. (Gerardo Rabelo)

“Apesar dos seus 84 anos, Wills ainda tinha muito o que oferecer a todos nós”. (Hélder Moura)

“Quando penso em Wills, só vejo nele a figura de um grande ativista cultural. Imprescindível à Paraíba há umas seis décadas”. (Sílvio Osias)

“Frase de Wills Leal, em tom de brincadeira, ao fazer 75 anos em 2011: “A melancolia é inerente ao ser humano diante do nascer e do morrer. Todos sabemos que vamos morrer. Se eu morrer, quero morrer vivo, não quero morrer morto”.” (Nonato Guedes)

Vídeo

Heron Cid no Hora H: soltura de Queiroz também liberta Planalto


Mal cheirosa

Dona Candinha sobre o barulho resistência de setores governistas ao nome de Ricardo Feder para o MEC:

"Vai Feder!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se não for Tovar e nem Bruno em Campina Grande, pelo bloco de Romero?
NÚMERO

1.229

Número de mortos pela covid-19 na Paraíba, segundo boletim da Secretaria de Saúde do Estado (sexta-feira, 10.07.2020)