Bastidores

Oitava fase: o Calvário continua

10 de março de 2020 às 12h25

(BRASÍLIA) – A terça-feira na Paraíba volta a ser data marcante. Dia de nova fase da Operação Calvário. Já é a oitava. A sétima, a juízo final, foi numa dessas fatídicas terças, a do dia 17 de dezembro do ano passado.

A Calvário saiu novamente às ruas e focou em duas frentes.

Uma investigação sobre as ligações da Loteria do Estado da Paraíba (Lotep), Tribunal de Contas do Estado (TCE) e a empresa Paraíba de Prêmios.

Há suspeitas da atuação velada de Coriolano Coutinho, irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, nesse ramo.

Mandados de prisão e busca e apreensão, em órgãos públicos, empresas e residências.

Nessa mesma terça-feira, o Ministério Público apresentou nova denúncia contra o ex-governador.

Dessa vez, pela acusação de intimidação e orquestração, via dossiês, contra conselheiros do Tribunal de Contas do Estado, com o objetivo de inibir fiscalização e calar eventuais relatórios desfavoráveis à Cruz Vermelha, a poderosa OS que gerenciava o Hospital de Trauma de João Pessoa.

E, como se sabe, desviava dinheiro para fins pouco republicanos.

Se já era delicada, a situação de Ricardo, em uso de tornozeleira eletrônica e com o irmão novamente alvejado, piora.

Uma nova terça para não esquecer.

Vídeo

Heron Cid no Hora H: soltura de Queiroz também liberta Planalto


Mal cheirosa

Dona Candinha sobre o barulho resistência de setores governistas ao nome de Ricardo Feder para o MEC:

"Vai Feder!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se não for Tovar e nem Bruno em Campina Grande, pelo bloco de Romero?
NÚMERO

1.229

Número de mortos pela covid-19 na Paraíba, segundo boletim da Secretaria de Saúde do Estado (sexta-feira, 10.07.2020)