Bastidores

Ricardo, livre do cárcere, preso à tornozeleira

21 de fevereiro de 2020 às 17h07
Ricardo Coutinho; diferente de Lula, ex-governador será obrigado a usar tornozeleira

Quando a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça decidiu, no caso do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), determinar, entre as cautelares, a proibição da ausência da comarca de residência (João Pessoa) e delegar a adaptação das medidas ao relator do processo na Paraíba, Ricardo Vital, um perigo para a defesa do socialista estava desenhado.

E ele se concretizou hoje. De posse da delegação, Vital exerceu seu mister e estabeleceu para Coutinho e mais outros sete soltos pelo STJ o uso da temida tornozeleira eletrônica.

Para um político, um equipamento tão constrangedor quanto a prisão. Lula, por exemplo, resistiu até as últimas consequências. Chegou a dizer que preferia permanecer preso a carregar na perna o aparelho de monitoramento permanente.

Ricardo se livrou do cárcere. Não das consequências.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Coronavírus lá fora e o efeito dentro da gente”


Os próximos 9 meses

Assanhada, Dona Candinha diz que nem tudo é privação e saiu-se com essa:

"Vêm aí os filhos da quarentena!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Na roleta russa lançada, quem vai arriscar sair de casa?
NÚMERO

240 mortes

Levantamento os casos do Brasil no último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na noite desta quarta-feira.