Bastidores

Cacá Martins e a impressão sobre o novo mercado da comunicação

5 de fevereiro de 2020 às 10h18
Cacá Martins, diretor institucional do Grupo Opinião

Em 1986, Cacá Martins integrou a equipe que inaugurou a TV Cabo Branco, em João Pessoa. Naquela época, a emissora começou como retransmissora da TV Bandeirantes.

De lá para cá, o executivo cearense passou longo tempo no comando da TV Tambaú, do Grupo Marquise, e viu muitas mudanças e transformações na comunicação.

Hoje diretor de relações institucionais do Grupo Opinião (rádios, televisões), presente praças estratégicas do Nordeste, Cacá – com atuação sediada agora no Recife (PE) – é umas mentes mais talhadas a verificar e conviver com esse novo mundo.

Em conversa com o Blog ontem, Martins partilhou suas impressões e diz não ter dúvidas. A convergência das mídias tradicionais com o digital não é mais opcional, é necessidade de consumo. Um caminho sem volta.

Não que um seja mais importante do que outro. Mas ambos se complementam e se fortalecem. Tradição, alcance e modernidade devem andar lado a lado, preceitua Cacá. Pela experiência acumulada e renovada agora com missão ainda maior, ele sabe o que diz!

Vídeo

Heron Cid no Hora H: “Só teme lei contra fake news quem produz”


Quem tem, tem medo!

Dona Candinha sobre o atual momento político no Planalto:

"Tá todo mundo com o QUeiroz na mão!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com o noticiário político atual, quem no Brasil precisa de série para maratonar?
NÚMERO

100%

Índice de ocupação de leitos de UTI para covid-19 em Natal, Rio Grande do Norte, há pelo menos um mês.