Bastidores

Chega 2020 e oposições continuam indefinidas em Cajazeiras e Sousa

24 de janeiro de 2020 às 08h00
Atlético e Sousa, a rivalidade social nos gramados e bico das chuteiras

Rivais no futebol e nos brios, Cajazeiras e Sousa têm um ponto de convergência neste 2020: nas duas cidades, as oposições ainda não têm candidaturas definidas para a disputa que se avizinha.

Em Cajazeiras, o grupo oposicionista ainda não conseguiu se entender e nem muito menos bater o martelo para saber se vai de Denise Oliveira (PSB), Carlos Antônio Filho (DEM), Júnior Araújo (Avante) ou um nome ligado ao deputado estadual Jeová Campos (PSB).

Na “Cidade Sorriso” a oposição ainda patina para fechar um caminho. O médio Zé Célio lidera as pesquisas, mas o ex-prefeito André Gadelha (MDB) se mantém no páreo e deve ser o nome do clã Gadelha a enfrentar a reeleição do prefeito Fábio Tyrone (sem partido).

Enquanto as duas oposições não se definem, uma coisa pelo menos é certa em Sousa e Cajazeiras; eleitores dos dois lados continuam tendo como rivalizar no Marizão e Perpetão.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Coronavírus lá fora e o efeito dentro da gente”


Os próximos 9 meses

Assanhada, Dona Candinha diz que nem tudo é privação e saiu-se com essa:

"Vêm aí os filhos da quarentena!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Na roleta russa lançada, quem vai arriscar sair de casa?
NÚMERO

240 mortes

Levantamento os casos do Brasil no último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na noite desta quarta-feira.