Bastidores

Meu comentário na Hora H: quem tem medo de Regina Duarte?

21 de janeiro de 2020 às 20h02

Regina Duarte, atriz e nova secretária de Cultura do Governo Federal, tem um desafio no caminho: gerenciar uma pasta que historicamente tem a cara de artistas de esquerda, o contrário do seu pensamento ideológico. A chegada da consagrada atriz ao posto, depois do polêmico Roberto Alvim, veio debaixo de críticas.

Sabidamente adepta da linha conservadora e de direita, Regina é o nome que se encaixa na ética do governo. Estranho seria mesmo Bolsonaro chamar Chico Buarque para o posto. Mais estranho seria o brilhante compositor aceitar.

No comentário de abertura hoje no Hora H, programa que o autor do Blog apresenta na Rede Mais Rádio, o tema ganhou evidência. A ascensão (?!) de Regina ao posto é uma grande oportunidade para ela, que sempre conviveu bem com colegas de ideologias diferentes, e para a classe artística mais ligada à esquerda.

Ninguém pode ter ‘medo’ de conviver com os diferentes. A arte é plural.

Rádio Pop 89.3 FM (João Pessoa)

Rádio Cariri 101.1 FM (Campina Grande)

Rádio Pop 105.3 FM (Areia)

Rádio Constelação 92.1 FM (Guarabira)

Rádio Caruá 90.1 FM (Soledade)

Rádio Independente 107.7 FM (Serra Branca)

Rádio Princesa 92.5 FM (Princesa Isabel)

Rádio Conceição 100.3 FM (Conceição)

Rádio Bom Sucesso 101.7 FM (Pombal)

Rádio Progresso 610 AM (Sousa)

Rádio Itatiunga 102,9 FM (Patos)

Rádio Independência 94.7 FM (Catolé do Rocha)

Rádio Mais 97.7 FM (Cajazeiras)

Vídeo

Heron Cid no Hora H: o “novo normal” na eleição de 2020


Mal cheirosa

Dona Candinha sobre o barulho resistência de setores governistas ao nome de Ricardo Feder para o MEC:

"Vai Feder!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se não for Tovar e nem Bruno em Campina Grande, pelo bloco de Romero?
NÚMERO

R$ 798 milhões

Valor total do pacote de obras anunciado pelo governador João Azevêdo para retomada da Paraíba.