Brasas

A autocrítica que não veio

19 de janeiro de 2020 às 16h01
Cristovam Buarque, ex-senador do DF

Ainda ecoa, até em ouvidos moucos, o artigo do ex-senador Cristovam Buarque (Cidadania), sob o dramático título “Nós falhamos”. No texto, Buarque faz sobeja autocrítica que falta nos chamados setores progressistas-democratas, setores que lutaram muito para chegar ao poder, mas pouquíssimo para transformá-lo como suas utopias pediam.

O parágrafo final é arrebatador:

“Nós falhamos ao longo de 26 anos e continuamos falhando por não querermos entender que falhamos. A mesma arrogância que tivemos no poder, com narrativas falsas, mostramos agora ao ignorar o recado que o eleitor nos deu. Como se ele, o eleitor, tivesse falhado, não nós. Mas, nós falhamos”.

Quem sabe daqui a mais 26 anos a ficha caia…

Vídeo

Heron Cid no Hora H: “Pai, mãe e filha, uma família devastada pela pandemia”


Mal cheirosa

Dona Candinha sobre o barulho resistência de setores governistas ao nome de Ricardo Feder para o MEC:

"Vai Feder!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se não for Tovar e nem Bruno em Campina Grande, pelo bloco de Romero?
NÚMERO

R$ 798 milhões

Valor total do pacote de obras anunciado pelo governador João Azevêdo para retomada da Paraíba.