Brasas

Calvário: Ney e “esses homens”

17 de janeiro de 2020 às 16h43
Ney Suassuna, ex-senador da Paraíba

O ex-senador Ney Suassuna apresentou Daniel Gomes, o chefão da Cruz Vermelha, ao então candidato a governador da Paraíba, Ricardo Coutinho. O cartão de apresentação gerou parceria e – diz o Ministério Público – negócios, também, via gestão pactuada da Cruz Vermelha com o Hospital de Trauma de João Pessoa.

Acusado de receber mesada de R$ 40 mil, Ney nega que seu papel nessa engrenagem tenha passado de uma desinteressada indicação.

Em vídeo nas redes sociais, Suassuna diz que não pode ser responsabilizado pelas ilegalidades que “esses homens praticaram juntos”.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Um dia é do ‘réu’, outro do relator”


Foliando

Dona Candinha sobre a determinação do uso de tornozeleira eletrônica para investigados na Operação Calvário:

"Isso é que é pular carnaval com um pé só!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Qual será o despacho do desembargador Ricardo Vital, a quem cabe a tarefa de adaptar as medidas cautelares contra Ricardo Coutinho?
NÚMERO

1

Assassinato por hora no Ceará, depois do motim dos policiais militares.