Bastidores

A maré ruim no PSB: “de” Paraíba a Pernambuco

8 de janeiro de 2020 às 10h30

Definitivamente, o clima anda pouco amistoso no PSB. E não é coisa só da Paraíba, onde o partido viu ruir a aliança entre cabo eleitoral e sucessor e ir ao chão a ‘amizade’ entre o ex-governador Ricardo Coutinho e o governador João Azevêdo, que desembarcou e fez a legenda perder um governador.

O cisma também atinge a legenda em Pernambuco. Numa entrevista exclusiva ao blog do jornalista Magno Martins, Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos, o manda-chuva nacional do PSB até o último dia de vida, disparou a pólvora que faltava para mandar aos ares o relacionamento entre os herdeiros de Miguel Arraes e a família do ex-governador pernambucano.

Ferida por uma declaração dura do neto, o deputado federal João Campos (PSB), filho de Eduardo, Ana Arraes repreendeu o parente e a ex-nora, a viúva Renata Campos. Numa audiência na Comissão de Educação, em bate boca com o ministro Eduardo Weintraub, João disse que o tio, Antônio Campos, presidente da Fundação Joaquim Nabuco, era tão desqualificado quanto o auxiliar de Bolsonaro.

Ana, ministra e próxima presidente do Tribunal de Contas da União, exigiu respeito à família, chamou a atitude do neto de arrogante e prepotente e revelou um hiato nas relações familiares, após a morte de Eduardo. Não só isso. Praticamente, deixou claro que não vota em João, caso este seja candidato a prefeito do Recife, nesta eleição.

E, por fim, não descartou voltar à política, depois da aposentadoria no TCU, para disputar o Governo de Pernambuco. Ela deixa a corte daqui a dois anos.

A ministra, obviamente, não é mais do PSB, por impedimento do cargo que atualmente ocupa. Antônio Campos também, não. Teve legenda negada para disputar a Prefeitura de Olinda.

Mas o que ela diz, por razões naturais e de DNA, tem muita força para dentro de um partido que vive momento delicado. O caso recente da Paraíba, com rompimentos e escândalos, e o racha na família que ainda dá cartas no partido, são cenas de um capítulo ruidoso na sigla.

Confira a entrevista completa de Ana Arraes ao jornalista Magno Martins, parceiro deste Blog, clicando aqui.

Vídeo

Heron Cid no Hora H: “Só teme lei contra fake news quem produz”


Quem tem, tem medo!

Dona Candinha sobre o atual momento político no Planalto:

"Tá todo mundo com o QUeiroz na mão!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com o noticiário político atual, quem no Brasil precisa de série para maratonar?
NÚMERO

100%

Índice de ocupação de leitos de UTI para covid-19 em Natal, Rio Grande do Norte, há pelo menos um mês.