Bastidores

Zezinho do Botafogo joga PSB para escanteio e diz que é do time de João

3 de janeiro de 2020 às 20h09
Zezinho do Botafogo esperou três anos no banco de reservas

Debaixo do céu há um propósito determinado para cada coisa, preceitua o texto bíblico. Desde que perdeu vaga na Câmara de João Pessoa, apesar de ser mais votado do que nove vereadores, o suplente Zezinho do Botafogo (PSB) esperava regressar ao plenário da Casa Napoleão Laureano.

“Isso já era para ter acontecido. Eu acompanhei a vida toda o projeto.”, confessa o ex-parlamentar em ligação ao Blog.

Não foi possível. Enquanto isso, ele dava expediente em cargo comissionado no Departamento Estadual de Trânsito. Mas, eis que Botafogo, na reserva até então, volta ao campo, com a saída do vereador Tibério Limeira (PSB), convocado pelo técnico João Azevêdo  (Sem Partido) para a Secretaria de Desenvolvimento do Estado.

Há três anos, Zezinho, que toma posse na segunda-feira pela manhã, estava no aquecimento. “Quando eu perdi o mandato, eu já tinha uma expectativa que eu seria chamado, pelo trabalho que eu realizei, eu esperava ter esse reconhecimento. Veio numa boa hora, eu estou com muito entusiasmo. Aprendi muito fora da Câmara”, historiou.

Botafogo volta com novo pensamento. “Acho que a população quer que eu me recicle”, admitiu Zezinho.

A escalação para entrar de novo no plenário lhe coloca no time do governador em João Pessoa. “Eu vou estar no grupo de João Azevêdo. Eu estou com ele para seguir junto, trabalhando em benefício da cidade e em defesa do nosso projeto”.

Interrogado sobre o rompimento no Jardim Girassol, o desportista chutou para o escanteio: “Isso já é passado. Ninguém nem fala mais nisso”.

Zezinho do Botafogo quer olhar e chutar para frente!

Vídeo

Veja meu comentário na Hora H: “Queda de receita desafia contas públicas e economia”


A inversão…

Dona Candinha e a sentença da quarentena:

"A gente preso e os presos soltos!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Na roleta russa lançada, quem vai arriscar sair de casa?
NÚMERO

114 mortos

Número de pacientes mortos pela covid-19 no Brasil, nas últimas 24 horas, segundo boletim do Ministério da Saúde.