Brasas

João e os “malandros”

14 de dezembro de 2019 às 13h15

É compreensível a indignação de João Azevêdo (sem partido) com certos comportamentos sabidamente incoerentes e demagógicos no debate da reforma da PBPrev, mas ao chamar parte dos deputados da oposição de ‘malandros’ o governador saiu da linha de sua principal característica: o equilíbrio e a moderação política. Além do mais, o termo e a abordagem não combinam com o João dos últimos 11 meses.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Coronavírus lá fora e o efeito dentro da gente”


Os próximos 9 meses

Assanhada, Dona Candinha diz que nem tudo é privação e saiu-se com essa:

"Vêm aí os filhos da quarentena!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Na roleta russa lançada, quem vai arriscar sair de casa?
NÚMERO

240 mortes

Levantamento os casos do Brasil no último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na noite desta quarta-feira.