Bastidores

João cobra memória de Ricardo, antes e depois

3 de dezembro de 2019 às 17h58

O governador João Azevêdo questionou, hoje, a diferença de discurso do Ricardo Coutinho de 2018 e Ricardo Coutinho de 2019: “Como eu era o secretário como ele [Ricardo Coutinho] anunciado como primeiro-ministro, homem de confiança e agora eu não toco nenhuma obra. É preciso ter respeito pelas memórias das pessoas. São dois discursos incompatíveis”. Devolveu a bola para Ricardo Coutinho explicar a metamorfose.

Vídeo

Hora H: ‘Happy Hour’ resume com humor semana na política; ouça


Liquidação total

Dona Candinha quer uma Black Friday na política:

"O mais barato ainda sai caro!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Qual partido João Azevêdo encontrará “sem dono” na Paraíba?
NÚMERO

R$ 38,8 bi

Valor das ações que serão vendidas pelo BNDES em 2020.