Opinião

PSB antecipa uma decisão e adia outra

23 de novembro de 2019 às 11h53 Por Heron Cid
Na Igreja Arca de Deus, socialistas deram início a construção da volta ao poder em João Pessoa para se salvar do 'dilúvio' e chegar bem vivos ao apocalipse de 2022

Que o debate da eleição de 2020 já começou, ninguém tem dúvida. A novidade é um partido, de forma organizada e articulada, entrando formalmente na pré-campanha a onze meses da eleição.

Foi o que fez o PSB ontem no simbólico conjunto Gervásio Maia, obra executada pelo então prefeito Ricardo Coutinho.

Lideranças do partido, incluindo Ricardo, deram o ponta pé inicial da caminhada socialista em busca do regresso ao comando administrativo da capital paraibana.

A embalagem do convite para o evento já dá a ideia do conteúdo discutido com moradores do bairro na Igreja Arca de Deus.

No banner, o texto não deixava espaço para dúvidas: “Vamos construir os caminhos de mudanças e transformações que João Pessoa precisa”.

Uma óbvia mensagem subliminar sobre a eleição que se avizinha.

Além do ingresso na pré-campanha, a nova modalidade de ‘plenária’, agora convertida a “Diálogos João Pessoa do Século 21”, deixou outra encaminhamento no ar.

O PSB tem duas opções para 2020: Ricardo Coutinho, o mais natural, e Gervásio Maia, o plano B. Ou os dois juntos na mesma chapa.

Óbvio que para essa decisão estratégica o partido não tem pressa e nem vai querer antecipá-la agora.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Coronavírus lá fora e o efeito dentro da gente”


Os próximos 9 meses

Assanhada, Dona Candinha diz que nem tudo é privação e saiu-se com essa:

"Vêm aí os filhos da quarentena!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Na roleta russa lançada, quem vai arriscar sair de casa?
NÚMERO

240 mortes

Levantamento os casos do Brasil no último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na noite desta quarta-feira.