Opinião

Um governo indo e voltando

2 de novembro de 2019 às 12h29 Por Heron Cid
Jair Bolsonaro na solenidade do programa Novo Mercado de Gás (Foto: Daniel Marenco)

Quando passou recentemente pela cidade de Marizópolis, Alto Sertão da Paraíba, terra natal do autor do Blog, a ex-candidata à Presidência da República, Marina Silva, ficou curiosa com a frase de um vereador local.

Na conversa amistosa com a líder da Rede, Fabiano Lira, parlamentar no terceiro mandato no município, disse que o que o presidente Jair Bolsonaro dizia pela manhã não servia para a tarde.

Falava, claro, das idas e vindas do governo. Marina riu com a frase e pediu autorização para usá-la. O vereador, também rindo, liberou de pronto a utilização do adágio bem nordestino.

A passagem de bastidores é hilária, mas é séria também.

O Planalto, sob o comando do ex-capitão, se especializou em criar incêndios e depois tentar, um tanto tarde, debelá-los.

Os episódios são fartos.

O mais novo é o da ameaça da volta do AI-5 para conter o que Eduardo Bolsonaro, filho do presidente, chama de eventual radicalização da esquerda.

Depois da polêmica, ele engatou a ré e puxou o freio de mão.

“Se eu pudesse voltar atrás, não teria falado no AI-5, porque acabei dando munição para a oposição ficar me metralhando. De maneira nenhuma eu cogitei naquele momento retornar ao AI-5. Estava falando do que ocorreu no Chile e que pode vir ao Brasil”, justificou, em entrevista ao Programa do Ratinho, no SBT.

Dias antes, o pai, o presidente em pessoa, publicou vídeo nas redes sociais com a autoimagem de leão, cercado de hienas. Elas, os poderes, tentando devorá-lo.

Bolsonaro deletou a publicação e posteriormente se retratou.

Tem coisas, todavia, que mesmo entre idas e vindas vão ficando. E não se apagam.

Vídeo

Não ouviu? Ouça e reveja programa Hora H desta sexta (17.01.2020)


Novo calendário

Se um dia for parlamentar, Dona Candinha já tem em mente um projeto de lei para instituir um dia de uma categoria em evidência na Paraíba:

"Dia do delator!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
O pedido de CPI das OS, anunciado pela oposição, vai incluir deputados citados em delações?
NÚMERO

R$ 3 milhões

Investimento do Grupo Drumattos, em nova unidade do Camarada Camarão, a ser inaugurada em João Pessoa, com previsão de 80 empregos.