Opinião

PSB inicia depuração; é o sinal para o governo começar a sua?

29 de outubro de 2019 às 21h03 Por Heron Cid

Em julho passado, a deputada estadual Estela Bezerra foi a primeira a utilizar a expressão “depuração” no PSB.

Ela comentava a possibilidade de saída do partido do presidente da Assembleia, Adriano Galdino, convidado à época pela direção do Avante.

“Também acho que os deputados que não tiverem a ideologia socialista devem ficar à vontade. Esse é o momento de depuração”, cravou Bezerra na ocasião, conforme os arquivos da grande rede digital.

A frase veio em tom profético, considerando o que se sucedeu logo em seguida com a destituição da direção estadual e a decretação da intervenção sob a presidência do ex-governador Ricardo Coutinho.

Agora, a depuração propriamente dita – como pregava Estela – chegou às bases municipais.

A remoção dos prefeitos de Pilar, Benício Neto, e de Sapé, Roberto Feliciano, são a materialização desse processo deflagrado no Jardim Girassol.

O ricardismo tem no PSB seu território de guerra. Assim, o partido iniciou a contagem dos soldados com quem pode contar e os que estão prontos para seguir o general da legenda e seu comando estratégico.

Quem não se adapta, entra na fina peneira moldada pelas palavras de Estela.

No PSB, Ricardo deflagrou a irreversível limpeza das ‘substâncias’ indesejáveis, aqueles que ousaram divergir da intervenção e que seguem com o governador João Azevêdo.

Seria o sinal que faltava para o governo se sentir à vontade para também começar a depuração dos que contestam e desafiam a liderança do governador?

Benício Neto, prefeito de Pilar, destituído do comando do PSB na cidade por ser contra intervenção no diretório estadual

Roberto Feliciano, prefeito de Sapé, a segunda maior cidade administrada pelo PSB é removido da comissão do partido por seguir João

Vídeo

Não ouviu? Ouça e reveja programa Hora H desta sexta (17.01.2020)


Novo calendário

Se um dia for parlamentar, Dona Candinha já tem em mente um projeto de lei para instituir um dia de uma categoria em evidência na Paraíba:

"Dia do delator!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
O pedido de CPI das OS, anunciado pela oposição, vai incluir deputados citados em delações?
NÚMERO

R$ 3 milhões

Investimento do Grupo Drumattos, em nova unidade do Camarada Camarão, a ser inaugurada em João Pessoa, com previsão de 80 empregos.