Bastidores

Repórter MaisTV: câncer de mama, da dor da descoberta à luta pela cura

21 de outubro de 2019 às 19h45

O ano de 2019 deve terminar com pelo menos 880 mulheres diagnosticadas com câncer de mama na Paraíba, segundo estimativa é do Instituto Nacional do Câncer (INCA). O estado também é um dos 14 do Brasil onde a confirmação de câncer vem sendo realizado de maneira tardia, com a doença em estágio já avançado. Além disso, dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PB) mostram um aumento de 20% nos óbitos provocados pela doença.

Os números são assustadores e revelam problemas entre a prevenção e o tratamento do câncer do estado. Mas o que eles não mostram são as histórias de vida de mulheres afetadas pela notícia de que a saúde está comprometida: as batalhas diárias de um tratamento difícil e a necessidade de, muitas vezes, aceitarem mudanças em seus corpos.

Para ouvir essas histórias, o Repórter MaisTV desta semana conheceu duas mulheres que estão passando pelo tratamento contra o câncer de mama, umas delas em fase avançada dos cuidados e a outra ainda na etapa inicial. Em meio ao sofrimento de enfrentarem uma situação difícil, o conforto de contar com o apoio de amigos e familiares, de outras mulheres que passam pelo mesmo problema e das equipes médicas que auxiliam no caminho à cura.

A equipe também esteve no Hospital Napoleão Laureano, referência no tratamento do câncer no estado, mas que enfrenta problemas financeiros e risco de colapso no atendimento de centenas de pacientes. É lá que 75% dos casos de câncer da Paraíba são acompanhados e também onde a esperança dessas pessoas se renova a cada novo dia de tratamento.

Vídeo

Vídeo: Wallison Bezerra revela bastidores da mudança da TV Tambaú para Rede Mais


Novo descobrimento

Dona Candinha fez uma nova proclamação da República:

"O nosso 'príncipe' é princesa!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Entre os secretários, quem tem mais chances de ser o ‘ungido’ de Luciano Cartaxo para 2020?
NÚMERO

 7,4%

Previsão de acréscimo ao orçamento anual do Estado de 2020 em relação ao ano passado, conforme o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.