Bastidores

Campina: Famintos dá ‘fome’ por prevenção e cria Controladoria

16 de outubro de 2019 às 17h47
Romero Rodrigues sanciona Lei que cria Controladoria de Campina Grande

Dizem que o brasileiro só fecha a porta depois que o ladrão entra. O ditado se aplica à Prefeitura de Campina Grande. Mesmo com  quase 400 mil habitantes e movimentando a segunda maior receita municipal do Estado, a estrutura administrativa ainda não abrigada uma Controladoria própria, órgão que poderia ter evitado ou identificado problemas que só a Operação Famintos identificou.

Hoje, o prefeito Romero Rodrigues (PSD) sancionou a Lei que cria a Controladoria Geral do Município na no primeiro escalão da Prefeitura de Campina Grande.

A boa notícia é que a CGM campinense será coordenada por dois auditores dos quadros da Controladoria Geral da União. A má? O leite da merenda já foi derramado, segundo a Polícia Federal.

Mas, antes tarde do que nunca, diz outro adágio popular.

Vídeo

Heron Cid no Hora H: o “novo normal” na eleição de 2020


Mal cheirosa

Dona Candinha sobre o barulho resistência de setores governistas ao nome de Ricardo Feder para o MEC:

"Vai Feder!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se não for Tovar e nem Bruno em Campina Grande, pelo bloco de Romero?
NÚMERO

20%

Queda nas vendas de preservativos no Brasil, durante a quarentena.