Bastidores

Campina: Famintos dá ‘fome’ por prevenção e cria Controladoria

16 de outubro de 2019 às 17h47
Romero Rodrigues sanciona Lei que cria Controladoria de Campina Grande

Dizem que o brasileiro só fecha a porta depois que o ladrão entra. O ditado se aplica à Prefeitura de Campina Grande. Mesmo com  quase 400 mil habitantes e movimentando a segunda maior receita municipal do Estado, a estrutura administrativa ainda não abrigada uma Controladoria própria, órgão que poderia ter evitado ou identificado problemas que só a Operação Famintos identificou.

Hoje, o prefeito Romero Rodrigues (PSD) sancionou a Lei que cria a Controladoria Geral do Município na no primeiro escalão da Prefeitura de Campina Grande.

A boa notícia é que a CGM campinense será coordenada por dois auditores dos quadros da Controladoria Geral da União. A má? O leite da merenda já foi derramado, segundo a Polícia Federal.

Mas, antes tarde do que nunca, diz outro adágio popular.

Vídeo

Vídeo: capital e social, é possível unir? Diego Tavares responde


Novo descobrimento

Dona Candinha fez uma nova proclamação da República:

"O nosso 'príncipe' é princesa!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se Cássio Cunha Lima se animar para disputar a Prefeitura de Campina Grande?
NÚMERO

 7,4%

Previsão de acréscimo ao orçamento anual do Estado de 2020 em relação ao ano passado, conforme o Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.