Bastidores

Calvário, choro e ranger de dentes em Princesa

9 de outubro de 2019 às 12h52
Aledson Moura não segurou as lágrimas e se retirou de estúdio de rádio

Aledson Moura (PSB), vice-prefeito de Princesa Isabel, sofreu um grande baque nesta manhã. Ele foi um dos alvos da quinta fase da Operação Calvário. O endereço visitado dele foi em João Pessoa, mas o político estava na sua terra natal, Princesa, quando soube da notícia. Suspeito de ter repassado vantagens indevidas, ele – dono da Total LAB (fornecedora do IPCEP) – participou do seu programa semanal de rádio na Princesa FM. Emocionado, Aledson chorou e deixou os estúdios antes do fim. O programa seguiu apresentado por dois dos seus irmãos, Alan e Arley Moura. Todos atribuíram o momento dramático ao prefeito da cidade, Ricardo Pereira (PSB), adversário político. Na histórica Princesa, quem um dia foi República Independente, o clima é de guerra.

Vídeo

Entrevista: Adalberto diz quais são os trunfos de Luciano para eleger sucessor


Queimação geral

Dona Candinha comenta o derrame de petróleo na costa brasileira:

"Até no mar, a coisa tá preta!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Sem pedido de emendas federais para a obra, a Prefeitura de Campina Grande desistiu do VLT?
NÚMERO

90

Número de páginas do documento do Gaeco-Paraíba que fundamentou pedido de buscas e apreensão e de prisões preventivas na quinta fase da Operação Calvário.