Bastidores

A hora da assepsia: oposição receita ‘Operação Desmalufar’

9 de outubro de 2019 às 12h22
Raniery Paulino, líder da oposição na Assembleia

O líder oposicionista Raniery Paulino (MDB) não perde uma oportunidade. Se a bola quicar na área, ele chuta. Invariavelmente ao gol. Hoje, depois das novas trovoadas na Operação Calvário, ele sugeriu que o governador João Azevêdo (PSB) ‘desmalufe’ o seu governo. Na teoria do parlamentar, “desmalufar” é uma referência ao ex-governador de São Paulo, Paulo Maluf, que “roubava, mas fazia”. “O governador João Azevêdo precisa desmalufar o seu governo. Caso contrário, essa operação irá assombrá-lo durante todo o seu mandato. Desmalufar é fazer uma controladoria interna, correta, transparente, que venha, inclusive, para Assembleia, que se coloca à disposição das instituições, que faça isso de forma mais transparente possível. E não colocar o lixo debaixo do tapete”. Remover impurezas e fazer assepsia do ambiente. Um passo foi dado: a insalubre Cruz Vermelha saiu do salão.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Carnaval abre folia eleitoral de 2020”


Canonização

Dona Candinha sobre o encontro do ex-presidente Lula e Francisco, no Vaticano:

"Um santo e o Papa!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Se João Azevêdo e Luciano Cartaxo se entenderem, tem segundo turno em João Pessoa?
NÚMERO

200 mil

Estimativa de público, durante as cinco noites da Festa da Luz, realizada no Parque do Poeta Ronaldo Cunha Lima, em Guarabira.