Bastidores

Ricardo: intervenção foi “autodissolução democrática”

10 de setembro de 2019 às 11h50

Ao blog do jornalista Suetoni Souto Maior, o ex-governador Ricardo Coutinho, nomeado pela direção nacional do PSB para presidir a intervenção no diretório estadual da Paraíba, via comissão provisória, disse que o encaminhamento partidário foi um processo ‘democrático’ para alçá-lo ao comando da legenda na Paraíba. “De imediato, te digo que nunca houve nenhuma intervenção e que é OBRIGAÇÃO do partido nomear uma Comissão Executiva quando um Diretório se auto-dissolve. Isso é DEMOCRÁTICO. Também, fiquei muito honrado com a confiança que o partido depositou em mim e na nossa história. Foi UNANIMIDADE e TODOS os membros usaram a palavra, coisa rara em uma reunião desse tipo”. A reunião a que Ricardo se refere foi em Brasília, com integrantes do diretório nacional, e alguns dos seus aliados estaduais.

Vídeo

Repórter MaisTV: Paraíba só tem 30 km de ferrovia ativa


Ressignificando

Se a CPMF voltasse, Dona Candinha já estava pronta para traduzir a nova sigla:

"Cota Permanente para Mamar e Ferrar (CPMF)"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
João Azevêdo diz que “há outros motivos por trás” da intervenção no PSB: quais são?
NÚMERO

57%

Percentual de ampliação dos recursos destinados para o Programa de Qualificação das Ações da Vigilância em Saúde – PQA-VS, do Ministério da Saúde, para a Secretaria de Estado da Saúde (SES), valor que saltou de R$ 700 mil para mais de R$ 1,1 milhão.