Bastidores

Entrevista: “Só teme Lei de Abuso de Autoridade quem extrapola”, diz presidente da OAB-PB

26 de agosto de 2019 às 18h24

A modificação na Lei contra o Abuso de Autoridade segue polemizando. Se de um lado Ministério Público, Polícia Federal e setores do Judiciário vêem os novos dispositivos como ameaça, a OAB enxerga como um “avanço civilizatório”. Foi o que defendeu em entrevista ao autor do Blog, hoje, na MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Paraíba, Paulo Maia. O pensamento de Maia é pragmático e na base do “quem não deve, não teme”.

“Os juízes e membros do Ministério Público que respeitam o Código Penal, respeitam a Constituição Federal e a defesa, têm o que temer?”, argumentou.

O presidente defende que o temor ao projeto de lei, aprovado pelo Congresso, é de quem ‘extrapola e abusa’. Ainda assim, Maia ressalta que em casos de denúncias contra o magistrado ou promotor, serão os próprios Ministério Público e a magistratura que farão os julgamentos. “Não tem uma estrutura externa”, pontuou.

Ele vê distorção da finalidade da Lei e garante: a OAB não teme ser mal interpretado pela população e nem de ter uma posição contramajoritária.

“A OAB foi uma das responsáveis pela Lei da Ficha Limpa, foi contra o financiamento privado nas campanhas eleitorais, como OAB é contra o combate à corrupção? Ela é favorável, mas respeitando os mecanismos republicanos da defesa”, ressaltou.

Confira a entrevista completa:

Vídeo

“A diferença entre protesto e baderna”; comentário de Heron Cid no Hora H


De plástico

Dona Candinha não gostou do pudim da padaria próxima:

"É mais artificial do que Dória!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Legislativo e Judiciário produzem mais no modo remoto ou é impressão?
NÚMERO

468.338

Casos confirmados da covid-19 no Brasil, até o boletim da sexta-feira (29).