Brasas

Retrovisor

3 de julho de 2019 às 17h11

Em 14 de dezembro do ano passado, este Blog publicou um artigo com o título “OS, a cruz que se carrega”. Em cinco de fevereiro, saiu outro intitulado de “A hora de sair da cruz”. Ontem, seis meses depois, o governador João Azevêdo (PSB) rompeu, definitivamente, essa relação. Para isso, nem precisou ler este espaço. Bastou ter se aconselhado com o óbvio, que alguns mais ponderados e vacinados do astigmatismo da militância ideológica chamam de “bom senso”.

Vídeo

Repórter MaisTV: câncer de mama, da dor da descoberta à luta pela cura


A estilista daquele modelo

Terta, a vizinha, amanheceu na janela perguntando às amigas da calçada qual cor deveria comprar o vestido para o batizado da neta. Dona Candinha, sem nem ser chamada, gritou da outra janela:

"LARANJA, tá na moda!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Depois de peitar Carlos e Eduardo, os dois filhos de Bolsonaro, como fica o ‘prestígio’ de Julian Lemos com o presidente?
NÚMERO

Posição da Paraíba no Nordeste no Ranking da Competitividade dos Estados, em 2019, levantamento realizado pelo Centro de Liderança Pública.