Bastidores

Entrevista: Júnior Araújo, o G10, a faca e o queijo

3 de junho de 2019 às 10h43

De amador, Júnior Araújo só tem o nome. Estreante na Assembleia, o deputado estadual carrega experiência de vice-prefeito e secretário em Cajazeiras. A bagagem facilitou sua vida no plenário do Parlamento Estadual. Ele já chegou como líder do G10, como é chamado o ruidoso bloco paragovernistana Casa. Entre as proposituras apresentadas, Araújo comemora a que garantiu o reconhecimento da produção de laticínio artesanal no Estado. Entre os colegas, Júnior é mais ‘macio’ do que o queijo paraibano que defende. De lá, não pretende sair para consertar o leite derramado de seu grupo em Cajazeiras, que viu a prefeitura escorrer pelos dedos e chegar as mãos do então deputado José Aldemir. Na condução do G10, Araújo prefere atuar na relação com o governo com o queijo. Nada de faca. Confira a entrevista ao autor do Blog, na MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB.

Vídeo

MaisTV: especialista defende barreiras migratórias na economia da PB


Tocando fogo

Dona Candinha está estupefata com a repercussão internacional do desmatamento da Amazônia:

"O governo tá se queimando!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Veneziano Vital resistirá aos apelos do suplente Ney Suassuna para que o senador entre na disputa pela Prefeitura de Campina Grande?
NÚMERO

31,6 bilhões

Litros de etanoL na produção total verificada no 2º levantamento da Safra de cana de açúcar feito pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).