Opinião

Segurança na Segurança

21 de maio de 2019 às 11h46 Por Heron Cid
Jean Nunes, firmeza sem arrogância, resultados sem maquiagem; secretário adota pé no chão para lidar com calo da segurança

Jean Nunes está em posição estratégica na Segurança Pública desde 2011. Agora, em 2019, assumiu posto de comando.

Natural de Triunfo (PE) e delegado da Polícia Civil desde 2004 , é o que se pode chamar de servidor de carreira do Estado da Paraíba. Esse ponto lhe dá um diferencial considerável na relação com os seus subordinados.

Frente a Frente com o autor do Blog, ontem, na TV Arapuan, Nunes surpreendeu. E positivamente.

Enfrentou os temas delicados e complexos da segurança com serenidade e transparência, sem maquiagem, sem dourar a pílula e nem receio de admitir falhas, dificuldades e limitações.

O que lhe confere crédito e confiança quando fala, também, de providências e projetos de modernização do aparato de segurança paraibano, como a aplicação de tecnologia no trabalho policial.

Com Ricardo Coutinho, a implantação do serviço de rádio digital, que garante confiabilidade via criptografia e viabilidade em comunicação a longas distâncias. Com João, os iminentes Centros de Comando e Controle, inspirados no que faz, com esmero, países avançados, como a China, onde o secretário esteve.

A avaliação de um renomado publicitário paraibano, em mensagem posterior, resume bem o que o discreto e operacional Jean Nunes conseguiu transmitir ao público, ontem:  “Seguro, confiante, inteligente e sem arrogância”.

Atributos vitais para quem está à frente de uma área tão sensível e nevrálgica no cotidiano da população.

Não é exagero dizer que, por essa conduta profissional e equilibrada adotada pelo novo secretário, Jean representa segurança na Segurança.

Um senhor conceito.

Vídeo

Repórter MaisTV: na Paraíba, duas Marias lutam para vencer na vida e no judô


Previsão do Tempo

Dona ‘Severa’, interessada nas questões do meio ambiente e atualmente morando na Europa, ligou para a prima para perguntar como estava o clima na Paraíba. Do outro lado da linha, Candinha respondeu:

"Tá pesado!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
A ala da intervenção no PSB vai esticar ou soltar a corda do rompimento com João?
NÚMERO

R$ 24 milhões

Repasse de A União para municípios da Paraíba, nesta sexta-feira (20), na cota do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).