Bastidores

Polo do Cabo Branco: Estado prepara edital para construção de resorts

17 de abril de 2019 às 15h17

Somente três décadas depois, o Polo Turístico do Cabo Branco começou a ganhar forma com a inauguração do Centro de Convenções de João Pessoa, sob o governo Ricardo Coutinho. Destravar o setor hoteleiro, concebido nos distantes anos 80, continua sendo o grande desafio. Empresários e famílias ricas paraibanas ganharam a concessão de terrenos, mas até hoje nenhuma delas fez valer a finalidade da doação. O Estado tomou uma providência para apressar esse processo e tirar o projeto do papel. Está em gestação um edital de abertura de cinco lotes para construção de resorts. O alvo são redes nacionais e internacionais. “O grande problema do polo sempre foi fundiário”, reconheceu, hoje, o governador João Azevedo. Esse é o primeiro passo de preparação para investimento turístico na área, o que obriga atuas “proprietários” da cessão pública a se movimentarem, sob pena de perda do direito. Já era tempo. Afinal, são trinta anos de desvio de finalidade de um bem público que só serve para especulação imobiliária. E que muitos herdeiros já contam como herança.

Vídeo

Adoção na Paraíba: relatos de gestos de amor e esperança, que une histórias


Boletim

Dona Candinha sobre a nova cirurgia e internação do presidente:

"Bolsonaro no Hospital. O Brasil passa bem!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
João Pessoa terá uma eleição pulverizada com vários candidatos ou candidaturas vão se fundir na reta final de 2020?
NÚMERO

80

Número de advogados assassinados nos últimos três anos no Brasil, dados que levam a Apam (Associação Paraibana de Advocacia Municipalista) defender porte de arma para categoria.