Bastidores

Flagrante: um Palácio da Redenção “inacessível”

21 de março de 2019 às 16h45

A Lei de Acessibilidade evoluiu no Brasil e na Paraíba. Mas, por incrível que pareça, o Palácio da Redenção, a sede do Poder Executivo Estadual paraibano, ainda não conseguiu se adaptar totalmente à realidade.

Essa semana, o repórter Albemar Santos, do Portal MaisPB, flagrou uma cena que constata o problema.

Conforme as imagens, um portador de deficiência física se arrasta, praticamente sozinho, para conseguir subir as escadas que dão acesso ao salão de eventos do Palácio.

Ele ia assistir a solenidade do lançamento do Ciclo do Orçamento Democrático 2019. João Déon, do movimento popular, e conselheiro do OD, penou para vencer os degraus e presenciar o discurso do governador João Azevedo (PSB).

Não faz tempo, no começo de fevereiro, a Assembleia Legislativa retardou o reinício da abertura de suas atividades para garantir a acessibilidade na Casa e o pleno trabalho da deputada estadual Cida Ramos (PSB), portadora de paralisia infantil.

Se o atento Legislativo olhar bem para outro lado da rua verá situação semelhante a carecer de solução e providência. E, para tanto, nem precisa mandar fechar o Palácio temporariamente.

Se essa cena, que pode se repetir com qualquer outro portador de deficiência, não for suficiente para sensibilizar vozes e mandatos a assumir a causa, um outro dado pode encorajar a alguém assumir o pleito: João Déon é um antigo, vibrante e dedicado militante socialista.

Para Déon e para todos os deficientes físicos, incluindo os anônimos, o Palácio, por inteiro, precisa ser acessível.

Vídeo

MaisTV: qual estado da saúde de João Pessoa? Fulgêncio responde


Motorizado

Dona Candinha sobre a aventura do presidente no feriadão:

"Pelo menos de moto, o presidente tem EQUILÍBRIO!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quantas vezes mais Romero Rodrigues vai ensaiar saída do PSDB?
NÚMERO

70

Número de escrituras entregues, hoje, pelo prefeito Luciano Cartaxo a título de regularização fundiária de moradores de residenciais construídos pela Prefeitura de João Pessoa.