Opinião

Cabedelo: eleição consagra liderança de Vítor Hugo

18 de março de 2019 às 10h38 Por Heron Cid
A tarefa foi dada ao novo prefeito eleito: reavivar esperanças e refundar Cabedelo. Apoio popular (73%), como visto nas urnas, não lhe falta.

Somente uma hecatombe poderia tirar do vereador e prefeito interino, Vítor Hugo, a vitória na suplementar em Cabedelo, realizada ontem em Cabedelo. Isso estava claro pelo volume de campanha e inanição dos concorrentes no pleito.

Mas a fausta diferença tem explicações.

Em poucos meses de mandato tampão, Vítor pavimentou a supremacia absoluta à frente dos seus adversários e ocupou com desenvoltura o espaço gerado pela tragédia política que abateu um pedaço considerável das lideranças até então reinantes na cidade.

Costurou, com avidez, a maioria na Câmara de Vereadores, responsável por impedir manobras internas que tentaram subtrair dele a condição especial de disputar sentado na cadeira de prefeito e com todas as vantagens naturais do cargo.

O resultado largo é também fruto da ampla aliança que o prefeito interino pacientemente amealhou, retirando do caminho eventuais pedras e juntando-as para a construção do seu próprio muro, terminado e acabado com uma vitória maiúscula.

Um dado, porém, não pode ser esquecido.

Nos meses de interinidade, Vítor focou e concentrou todas suas energias na gestão. Eram frequentes suas aparições nas redes sociais se comunicando diretamente com a população e anunciando obras e acompanhando in loco os serviços.

Se soube ser político nos bastidores e na feitura das coligações, vestiu de forma disciplinada o figurino de gestor, uma mercadoria em falta numa Cabedelo destroçada pelo excesso de política e de interesses menores e pouca gestão. Foi daí que veio o impulso para ganhar duplamente: adesões partidárias e votos espontâneos.

Vítor Hugo saiu desse domingo com mais do que um diploma debaixo do braço. Os 73% (23.169) de votos válidos foram uma consagração, algo nunca visto na história recente do município. É, incontestavelmente, a nova liderança da cidade, sem padrinhos e em voo solo. E com potencial para alargar caminhos e ampliar o raio de influência para além dos limites cabedelenses

Tem agora o desafio outorgado pelo eleitor. Fazer a diferença e reconstruir a imagem e autoestima de uma cidade abatida por escândalos. A tarefa foi dada: reavivar esperanças e refundar Cabedelo. Crédito e apoio popular, como visto, não lhe faltam.

Vídeo

MaisTV: qual estado da saúde de João Pessoa? Fulgêncio responde


Motorizado

Dona Candinha sobre a aventura do presidente no feriadão:

"Pelo menos de moto, o presidente tem EQUILÍBRIO!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Quantas vezes mais Romero Rodrigues vai ensaiar saída do PSDB?
NÚMERO

70

Número de escrituras entregues, hoje, pelo prefeito Luciano Cartaxo a título de regularização fundiária de moradores de residenciais construídos pela Prefeitura de João Pessoa.