Bastidores

2018: um ano para Manoel Jr. esquecer

9 de novembro de 2018 às 09h45
Manoel Junior, vice-prefeito de João Pessoa; à espera de 2019

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior (PSC), deve contar as horas para ver o calendário virar e 2019 nascer. Definitivamente, 2018 não foi seu ano.

Nele, o ex-deputado federal não conseguiu assumir a prefeitura de João Pessoa, um projeto desenhado e escrito nas estrelas, trocou de legenda (saiu do MDB), rompeu com o prefeito Luciano Cartaxo, disputou mandato de deputado federal, sem êxito, e assistiu o seu escolhido para o governo, José Maranhão, ficar em terceiro lugar na disputa.

Fosse pouco, 2018 ainda reservou uma visita surpresa da Polícia Federal em seu apartamento, alvo de busca e apreensão em operação que investiga suposto recebimento de propina do JBS em troca de emenda que teria favorecido o grupo.

Por tudo isso, Manoel contará as horas dos próximos 52 dias que ainda restam de 2018..

Vídeo

MaisTV: qual estado da saúde de João Pessoa? Fulgêncio responde


Podia dormir sem essa

A censura contra reportagem sobre Toffoli conseguiu obrar milagre, diz Dona Candinha:

"Até Bolsonaro teve um surto democrático!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Bolsonaro terá candidatos às prefeituras de João Pessoa e Campina Grande?
NÚMERO

1 mil

Número de vagas do concurso público para o magistério, lançado hoje pelo governador da Paraíba, João Azevedo (PSB).