Bastidores

Lucas Salles: “Brasil precisa de líder com temor a Deus”

30 de julho de 2018 às 17h44

Cuidar da imagem de um candidato à Presidência da República do tipo “Ame ou odeie” é uma delicada missão, vamos combinar. Essa é a tarefa do publicitário paraibano Lucas Salles, contratado pela campanha de Jair Bolsonaro (PSL) para cuidar do marketing eleitoral.

O nome de Lucas ganhou o Brasil no fim de semana, a partir da notícia de sua escolha por Bolsonaro.

Salles admitiu: o convite surpreendeu. “Não fizemos lobbie nenhum. Eu acredito na mão de Deus. Não acontece por acaso”.

O interlocutor das conversas foi outro paraibano, Julian Lemos, vice-presidente nacional do PSL.

Lucas terá de vencer o duro desafio de resumir a mensagem de Bolsonaro em 3 segundos em cada horário de propaganda gratuita. Duas por dia.

“Quem me conhece sabe que trabalho sempre com conceitos verdadeiros”, sentenciou, durante entrevista por telefone ao Arapuan Verdade – Rede Arapuan de Rádio.

A arma contra o insignificante tempo no rádio e na TV é a criatividade, em primeiro lugar, e as redes sociais, em segundo. Nesse quesito, Bolsonaro leva vantagem. Ele tem 100 milhões de seguidores.

O marketing da campanha não vai interferir, por exemplo, na forma do candidato se expressar e se comunicar, priorizando uma linguagem fácil.

“Existe uma forma de falar própria e ele é aberto. Ele é um candidato que ama os valores da família, a pátria. Ao tempo que é liberal, ele também não quer entregar as riquezas do País”.

Antes de começar seu trabalho, Lucas está convencido de uma coisa: “Brasil precisa de um líder que tenha temor a Deus”.

Esse líder, na visão de fé de Lucas, é o (Jair) Messias Bolsonaro.

Vídeo

Entrevista: Anísio, da “roça” da suplência à “produção” da Assembleia


É pra se benzer

Dona Candinha sobre a pesada entrevista do general e ex-secretário de Governo, para quem o Planalto se enrola num festival de besteiras:

"Santos, Cruz Credo!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com deputado federal, senadora e vice-prefeito, o PP vai se contentar apenas com a vice na chapa apoiada por Romero em Campina Grande?
NÚMERO

361%

Crescimento da produção parlamentar da Assembleia Legislativa da Paraíba, em comparação ao mesmo período do ano passado.