Bastidores

Manoelzinho paz e amor…

12 de junho de 2018 às 11h03
No Frente a Frente, na véspera do Dia dos Namorados, Manoel Junior trocou os espinhos pelas flores

Uma hora de entrevista. Nenhuma declaração ácida, nenhum comentário contundente e zero de citações negativas ao governador Ricardo Coutinho.

O resumo não é de um bate papo com um aliado do socialista. É a descrição da entrevista ao autor do Blog, ontem, dada pelo vice-prefeito Manoel Junior, pré-candidato ao Senado pelo PSC.

Antes implacável no combate ao Governo do PSB, Manoel deu uma trégua ao estilo corrosivo na desconstrução da gestão ricardista.

O figurino deu lugar ontem a um ex-deputado comedido nas palavras, muito mais preocupado em apresentar ao eleitorado e ao público o saldo de sua trajetória no Executivo e no Legislativo.

Junior concentrou-se em demarcar território do perfil, não do campo partidário. Fixou-se em dizer que é o relator da Lei da Repatriação, que salvou estados e municípios ano passado, autor do relatório que subsidiou o PAC da Seca e e criador das leis do teste do coraçãozinho e da vacina pneumocócica, universalizados na rede pública de saúde.

Ainda com candidatura avulsa e sem coligação definida, apesar de seu militante histórico de Oposição, Manoel percebeu que não vale a pena a guerra pela guerra.

Trocou os espinhos das mãos pelas flores do caminho. Namora a fase paz e amor.

Vídeo

MaisTV: qual estado da saúde de João Pessoa? Fulgêncio responde


Podia dormir sem essa

A censura contra reportagem sobre Toffoli conseguiu obrar milagre, diz Dona Candinha:

"Até Bolsonaro teve um surto democrático!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Bolsonaro terá candidatos às prefeituras de João Pessoa e Campina Grande?
NÚMERO

1 mil

Número de vagas do concurso público para o magistério, lançado hoje pelo governador da Paraíba, João Azevedo (PSB).