Bastidores

Guarda: Luís vê necessidade e critica demagogia de adversários

4 de abril de 2018 às 10h22
Luís Tôrres, passaporte renovado na Comunicação

Secretário de Comunicação do Estado, Luís Tôrres defendeu a necessidade de uma guarda militar para o governador Ricardo Coutinho, quando este deixar o Governo da Paraíba.

A defesa de Luís consiste na característica do mandato de Ricardo: “Como se sabe, muitos desses interesses contrariados geraram em alguns um ódio perigosamente externado. O que torna essa medida temporária ainda mais necessária”.

Tôrres lembrou que a garantia já existe em outros Estados: “Tal garantia já é assegurada em outros estados brasileiros, inclusive do Nordeste, e pelo Governo Federal em razão da natureza da função exercida pelos ex-governadores e ex-presidentes”.

O secretário aproveitou para alfinetar os adversários políticos do governador e críticos da Guarda. “O resto é demagogia daqueles que fazem política enriquecendo o próprio patrimônio e adoram tudo aquilo que não pode ser publicado no Diário Oficial”, cutucou.

Vídeo

MaisTV: qual estado da saúde de João Pessoa? Fulgêncio responde


Podia dormir sem essa

A censura contra reportagem sobre Toffoli conseguiu obrar milagre, diz Dona Candinha:

"Até Bolsonaro teve um surto democrático!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Bolsonaro terá candidatos às prefeituras de João Pessoa e Campina Grande?
NÚMERO

1 mil

Número de vagas do concurso público para o magistério, lançado hoje pelo governador da Paraíba, João Azevedo (PSB).