Bastidores

A decisão que barra o fim do racionamento

21 de agosto de 2017 às 17h51

Longe da queda de braço política, com direito a duas coletivas do Governo do Estado em Campina Grande, a Justiça decidiu suspender o fim do racionamento de água na cidade, marcado para este dia 25.

Na sua decisão, a juíza Ana Carmem Pereira Jordão elencou razões técnicas:

“Com a suspensão do racionamento de água poderá ocorrer agravamento da já latente crise hídrica, o que, evidentemente, poderá ser demonstrado de forma contrária no decorrer da instrução através de laudos técnicos”.

A magistrada acatou argumentos da Defensoria Pública do Estado, autora da ação.

Os argumentos em contrário do Estado não convenceram Justiça e Defensoria.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Coronavírus lá fora e o efeito dentro da gente”


Os próximos 9 meses

Assanhada, Dona Candinha diz que nem tudo é privação e saiu-se com essa:

"Vêm aí os filhos da quarentena!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Na roleta russa lançada, quem vai arriscar sair de casa?
NÚMERO

240 mortes

Levantamento os casos do Brasil no último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde, na noite desta quarta-feira.