Bastidores

Na guerra do PT, Jackson quer paz

6 de maio de 2017 às 18h10

“Estou feliz com o resultado. Não vou brigar com meus companheiros. Vou lutar pela unidade e para trabalhar para eleger os deputados que temos e aumentar as bancadas”.

Eis a reação do secretário de Organização Estadual do PT, Jackson Macedo, que trava impasse e batalha com o deputado Anísio Maia (PT) pela Presidência da sigla.

Os dois se declaram eleitos presidentes no Congresso da legenda neste domingo.

Maia declarou guerra na Justiça. Macêdo diz que quer paz.

Vídeo

Meu comentário na Hora H: “Um dia é do ‘réu’, outro do relator”


Foliando

Dona Candinha sobre a determinação do uso de tornozeleira eletrônica para investigados na Operação Calvário:

"Isso é que é pular carnaval com um pé só!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Qual será o despacho do desembargador Ricardo Vital, a quem cabe a tarefa de adaptar as medidas cautelares contra Ricardo Coutinho?
NÚMERO

1

Assassinato por hora no Ceará, depois do motim dos policiais militares.