Bastidores

Na guerra do PT, Jackson quer paz

6 de maio de 2017 às 18h10

“Estou feliz com o resultado. Não vou brigar com meus companheiros. Vou lutar pela unidade e para trabalhar para eleger os deputados que temos e aumentar as bancadas”.

Eis a reação do secretário de Organização Estadual do PT, Jackson Macedo, que trava impasse e batalha com o deputado Anísio Maia (PT) pela Presidência da sigla.

Os dois se declaram eleitos presidentes no Congresso da legenda neste domingo.

Maia declarou guerra na Justiça. Macêdo diz que quer paz.

Vídeo

Entrevista: Adalberto diz quais são os trunfos de Luciano para eleger sucessor


Queimação geral

Dona Candinha comenta o derrame de petróleo na costa brasileira:

"Até no mar, a coisa tá preta!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
Sem pedido de emendas federais para a obra, a Prefeitura de Campina Grande desistiu do VLT?
NÚMERO

90

Número de páginas do documento do Gaeco-Paraíba que fundamentou pedido de buscas e apreensão e de prisões preventivas na quinta fase da Operação Calvário.