Bastidores

Comentário-vídeo: Brasil, cheio de sucesso, vazio de música

2 de maio de 2017 às 18h41

A morte de Belchior, um dos maiores nomes da MPB e ícone de uma geração, gera inquietação nos meios artísticos e críticos.

Cantor referência de uma geração, compositor e tradutor de um dos momentos mais emblemáticos e conturbados da vida pública brasileira, Belchior faz falta num cenário em que a música brasileira pouco ou nada produz que mereça longevidade e lembrança na posteridade.

Este é o tema de nosso comentário. Confira:

Vídeo

Heron Cid no Hora H comenta a “indignação seletiva”


Mal cheirosa

Dona Candinha sobre o barulho resistência de setores governistas ao nome de Ricardo Feder para o MEC:

"Vai Feder!"
PONTO DE INTERROGAÇÃO
E se não for Tovar e nem Bruno em Campina Grande, pelo bloco de Romero?
NÚMERO

1,7 milhão

Número de máscaras protetivas distribuídas pelo Governo da Paraíba, até agora, na pandemia.