Bastidores

Cabedelo: Vítor segura o poder na unha

3 de janeiro de 2019 às 13h02
Como num xadrez, Vítor Hugo vai derrubando adversários no caminho

Ninguém subestime Vítor Hugo Peixoto Castelliano, o prefeito interino de Cabedelo. Ontem, ele deu provas, mais uma vez, que leva a sério o projeto de poder na cidade, orfã de prefeito e de vice, desde quando a Operação Xeque Mate devastou a política local. Vítor, um neófito na política cabedelense, deu um nó nos veteranos. Tirou Geusa Ribeiro (PRP) do caminho e permaneceu no comando da Prefeitura até a eleição suplementar, em março. De quebra, ainda botou Graça Resende, sua aliada, na Presidência da Câmara. Botou todo mundo no bolso.

Vídeo

Vídeo: a soltura de Temer; Direito versus impunidade


Déjà vu

Na hora que soube da prisão de Temer, Dona Candinha lembrou logo de uma frase profética de Dilma:

"Eu quero saudar a mandioca!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
O grupo de Luciano Cartaxo ainda mira algum projeto de poder estadual no futuro e qual?
NÚMERO

Dois

Hotéis que se preparam para aportar em Cabedelo, cidade privilegiada pela beleza de sua orla marítima, mas ainda sem exploração turística proporcional ao seu potencial.