Bastidores

Sousa, uma cidade em estado de orfandade

17 de outubro de 2018 às 16h43

A tradição política é uma marca de Sousa. A cidade já deu governadores e senadores. De 2018, o importante município sertanejo – tão rico em representação no passado – saiu de mãos abanando.

Lindolfo Pires (Podemos) e Renato Gadelha (PSC), os dois qualificados representantes na Assembleia, amargaram o insucesso nas urnas, apesar de votações expressivas.

Já fazia tempo que a “Cidade Sorriso” não tinha um conterrâneo da terra na Câmara Federal. Agora vai precisar conviver com o fantasma de não ter um filho para chamar de seu no Parlamento Estadual.

Sousa está órfã.

Vídeo

Luís Tôrres: “Esse governo não precisa inventar”


Pra evitar confusão

Dona Candinha protestando contra a ministra Damares Alves:

"Abaixo o Outubro Rosa e o Novembro Azul!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Luciano Cartaxo fará uma reforma cosmética ou cirúrgica na equipe de gestão?
NÚMERO

1.500%

Aumento das buscas no Google pelo nome da ministra Damares Alves, da Mulher, Família e Direitos Humanos, após polêmicas.