Bastidores

Marina, na Paraíba: “Existem dois projetos autoritários”

1 de outubro de 2018 às 21h45
Marina Silva: Bolsonaro e Haddad são ameaças à democracia

Candidata da Rede, Marina Silva comparou hoje (1º), em agenda em João Pessoa, as candidaturas de Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), líderes das pesquisas, como ameaças à democracia:

“Existem dois projetos autoritários: uma da direita e outra da esquerda. Existem duas ameaças: uma do saudosista da ditadura e daqueles que fraudaram as eleições, que agora dizem que vão fraudar a constituição e controlar a Justiça”.

Marina não esmoreceu, apesar da queda nas pesquisas. “Não é encolhimento. A pesquisa é no dia 7 de outubro”.

Os números caem, mas a esperança dela, mesmo com apenas 5%, continua alta.

O pulso que o Brasil precisa é o da força e da credibilidade. Dilma e Temer que se achavam dortes, governaram? qual pulso que eles tiveram no Congresso e no roubo milionário no desemprego de milhares. Qual é o pulso da dilma, do aécio, se esse tipo de pulso que a populacao está querendo, não é comigo.

Quem tem forca para governar é quem tem autoridade moral e quem não tem a cauda presa.

Vídeo

Secretário de Segurança da PB vê “muita coisa boa” no Plano de Moro


Terapia federal

No auge da sua experiência, Dona Candinha já sabe o que o Governo Bolsonaro mais precisa nesse momento:

"Divã!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com quantos deputados a oposição realmente conta na Assembleia?
NÚMERO

65 e 62

Idades mínimas para aposentadoria de homens e mulheres, respectivamente, constante da proposta do Governo Federal para a reforma da Previdência.