Bastidores

Empreender: TRE renova ‘carência’ e Governo ganha ‘crédito’

1 de outubro de 2018 às 21h58
Sessão na qual o TRE adiou, pela enésima vez, julgamento da "Aije do fim do mundo"

A defesa do governador Ricardo Coutinho (PSB) conseguiu esticar, pela enésima vez, o julgamento no TRE, hoje, da Aije do Empreender, aquela ação na qual o Ministério Público Federal firmou um entendimento: a reeleição do socialista foi beneficiada pela concessão indiscriminada, sem critérios e, portanto, eleitoreira de cheques do programa estadual de micro-crédito.

Advogados do PSB alegaram o desconhecimento de uma mídia inserida pelo MPF nos autos. Pura postergação. O processo já foi mastigado por defesa, acusação e relatoria nos últimos quatro anos, um recorde em matéria de tempo de espera na Justiça Eleitoral paraibana.

Nada desse histórico impediu que o TRE renovasse a a ‘carência’ do prazo de julgamento da “Aije do fim do mundo”. A defesa ganhou mais um ‘crédito’.

Vídeo

Vídeo-opinião: mortes no MST, violência no palanque


Juro zero, tá ok?!

Depois de ter ouvido que o depósito de um ex-motorista na conta de Michelle Bolsonaro tratava-se de um empréstimo, Dona Candinha batizou a mais nova instituição de crédito no Brasil:

"Banconaro!!!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Ricardo Coutinho ocupará algum cargo, oficialmente, no futuro governo de João Azevedo?
NÚMERO

628 mil

Contribuintes que caíram na malha fina no Imposto de Renda 2018, segundo a Receita Federal.