Bastidores

PSL retribui ‘elogio’ de Cássio e critica ataques de Ricardo a Bolsonaro

21 de setembro de 2018 às 21h07
Bolsonaro e Julian Lemos, paraibano e vice-presidente nacional do PSL

Veio da boca de Julian Lemos (foto à direita), vice-presidente nacional do PSL, partido de Jair Bolsonaro, a retribuição à declaração do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), vice-presidente do Senado, que criticou a estratégia de ataque da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB) contra o capitão reformado, a quem o paraibano considera ser o “catalisador do sentimento de mudança” na sociedade.

Para Julian, influente aliado de Bolsonaro, a fala do senador, com reconhecimento de erros do seu próprio partido, é uma demonstração de “maturidade política” de quem está a favor da unidade do Brasil. Os seguidores de Bolsonaro passarão a ter maior atenção a Cássio, avisou Lemos, em entrevista ao Blog.

“Eu vi uma maturidade política que me fez ter atenção. O Cássio está vendo a necessidade de mudança de mentalidade política no país. Quando ele reconhece os próprios erros do seu partido, ele demonstra claramente que ele está voltando para uma unidade de país”, enfatizou.

“Ele critica a estratégia política do seu próprio partido e de forma muita respeitosa se refere a Jair Bolsonaro como alguém que detém o sentimento de mudança do Brasil, demonstra que ele está totalmente antagônico aos que fingem não ver os erros dos seus próprios pares, como é o caso do governador Ricardo Coutinho que enche o peito para dizer que tem o apoio de Haddad, que representa o colapso moral da política brasileira e um criminoso preso, de Justiça, não um preso político.

Julian refutou termo usado aqui no Blog: “Cássio passo não é a flertar com os eleitores de Bolsonaro, mas passa a mostrar aos eleitores de Bolsonaro que tem bom senso. Quando através de um gesto mostra, de modo muito objetivo, está concentrado no que a sociedade está almejando, que é o sentimento de mudança. Passo a olhar ele com muita atenção e nossos seguidores irão observar com muita atenção esse episódio. Mostra uma maturidade política que muitos aqui estão precisando enxergar”.

O dirigente partidário e candidato a deputado federal pela Paraíba criticou, por outro lado, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), crítico contumaz de Bolsonaro.

“Enquanto de um lado, o então governador ataca, demonstrando uma prepotência política muito grande, quando diz que só eles são capazes de governar um país, do outro lado você ver um ex-governador e vice-presidente do Senado, dizendo que Jair Bolsonaro não é de uma maneira o termo que foi usado o bandido e criminoso do José Dirceu, que ele é apenas uma aventura. Cássio demonstra maturidade política e está a favor que o Brasil dê certo. E não se veste como o manto da prepotência de dizer que só eles são bons”, arrematou.

A julgar pela fala de Julian, o tucano não só flertou com os bolsonaristas. Ele ‘ganhou’. O ‘elogio’ foi um remédio com efeito imediato.

Vídeo

Vídeo-opinião: mortes no MST, violência no palanque


Juro zero, tá ok?!

Depois de ter ouvido que o depósito de um ex-motorista na conta de Michelle Bolsonaro tratava-se de um empréstimo, Dona Candinha batizou a mais nova instituição de crédito no Brasil:

"Banconaro!!!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Ricardo Coutinho ocupará algum cargo, oficialmente, no futuro governo de João Azevedo?
NÚMERO

628 mil

Contribuintes que caíram na malha fina no Imposto de Renda 2018, segundo a Receita Federal.