Bastidores

Bayeux e Cabedelo: TCE bota o dedo na ferida

14 de junho de 2018 às 10h52
André Carlo Torres: a hora de acabar com a farra

Já estava na hora. O Tribunal de Contas do Estado vai pedir a suspensão dos pagamentos dos prefeitos afastados de Cabedelo, Leto Viana, e Berg Lima, de Bayeux. O primeiro está preso, o segundo está livre, mas fora das funções.

O presidente da Corte vai comunicar as duas prefeituras sobre o entendimento. Não há sentido pagar por um “serviço” que não está sendo entregue.

Bayeux e Cabedelo, como se sabe, vive um triplo prejuízo. Pagam aos substitutos, aos respectivos gestores afastados e, por cima, os danos causados por eles.

Vídeo

Vídeo-entrevista: Líder da Oposição crê em “diálogo mais fácil” com João


Quando é pra dar errado..

Dona Candinha descobriu qual é a Lei mais lida pela oposição da Paraíba nos últimos dias:

"Lei de Murphy!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
No acordo da base girassol, quem cederá? Adriano Galdino ou Buba Germano?
NÚMERO

R$ 500 mil

Valor liberado pelo Ministério da Justiça para a Defensoria Pública da Paraíba para interiorização aos atendimentos.