Bastidores

Nem Lucélio e nem Azevedo: só Zé ‘rezou’ na missa de Piancó

13 de junho de 2018 às 19h50

Faz algum tempo que a missa de Santo Antônio, de Piancó, antes presença obrigatória de quem pretendia governar o Estado, vem perdendo a tradição política, mas se ainda servir de termômetro a temperatura foi favorável ao senador José Maranhão (MDB), o único pré-candidato ao Governo presente ao sermão.

Ausentes, Lucélio Cartaxo (PV) e João Azevedo (PSB) ficaram representados pela presença de aliados.

Da parte de Lucélio, os deputados Pedro Cunha Lima (PSDB) e Tovar Correia (PSDB), além do ex-deputado Dinaldo Wanderley e o filho, pré-candidato a deputado estadual, Gustavo Wanderley (PV).

Da tropa de Azevedo, o ex-senador Efraim Morais (DEM) e o deputado Jullys Roberto.

Da coluna do meio e ainda sem destino certo, os ex-deputados Leonardo Gadelha e André Gadelha, o deputado Renato Gadelha e o vice-prefeito Manoel Junior, todos do PSC, e a deputada Daniella Ribeiro (PP).

No altar do santo casamenteiro, só Maranhão… Rezando para casar com o quarto mandato de governador.

Comentários

Vídeo

Entrevista: Conselho traça ‘guia econômico’ para candidatos ao Governo


Em bom português

Dona Candinha mandou um torpedo para Neymar, na Rússia!

"Meu filho, menos cabelo e mais futebol!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Os candidatos deram uma trégua na Copa ou a Copa deu uma trégua para eles?
NÚMERO

R$ 1 bilhão

Recursos para o Fundo Nacional de Seguranca, a ser retirado do Fies, segundo números da Folha de São Paulo, posteriormente negados pelo Governo Federal.