Bastidores

Carneiro vê “componente estranho” na relação de Joás com Governo

13 de junho de 2018 às 13h46
Gilberto Carneiro, procurador-geral do Estado

O procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro, externou desconfiança da existência de um ‘componente estranho’ na relação do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, Joás de Brito, com o Governo do Estado.

“Acredito que a própria forma como Joás chegou ao TJ e uma ansiedade muito grande e não se programar para a crise, com algum outro componente estranho, pode ter contribuído para ter desaguado nessa relação”.

Na mesma pisada, Carneiro ‘berrou’ contra quem atrapalha a liberação de aval do Tesouro da União para empréstimos internacionais do Governo do Estado.

Nesse caso, vê a ‘digital’ do tucano e senador Cássio Cunha Lima.

Comentários

Vídeo

Entrevista: Conselho traça ‘guia econômico’ para candidatos ao Governo


Em bom português

Dona Candinha mandou um torpedo para Neymar, na Rússia!

"Meu filho, menos cabelo e mais futebol!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Os candidatos deram uma trégua na Copa ou a Copa deu uma trégua para eles?
NÚMERO

R$ 1 bilhão

Recursos para o Fundo Nacional de Seguranca, a ser retirado do Fies, segundo números da Folha de São Paulo, posteriormente negados pelo Governo Federal.