Opinião

A fila anda: a vez de Aécio no STF

11 de abril de 2018 às 11h39 Por Heron Cid
Aécio Neves é o acusado da vez; Brasil espera STF tão rigoroso quanto a Lava Jato

Se cumprir com a pauta anunciada, o Supremo Tribunal Federal julga no próximo dia 17 recebimento de denúncia da Procuradoria-Geral da República contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

O então procurador da República, Rodrigo Janot, denunciou o tucano em junho do ano passado sob acusação de corrupção passiva e obstrução à Justiça numa investigação relativa à delação da JBS.

O mínimo pudor e respeito ao Direito levarão o STF a acatar a denúncia para processar o “mineirinho”, apelido dado ao ex-candidato a presidente do PSDB nas listas de propinas.

Como tem o famigerado foro privilegiado, o processo do ex-governador de Minas se arrasta há dez meses, desde que ganhou salvo-conduto de permanecer no mandato, mesmo diante do flagrante, num grande esforço de corporativismo do Senado e frouxidão do Supremo.

Se tivesse na primeira instância e nas mãos de Sérgio Moro, dificilmente estaria esgravatando os dentes por aí, a julgar pelo destino de todos os corruptos que passaram pela Vara de Curitiba.

Aécio foi gravado ao telefone pedindo expressamente dinheiro ao empresário Joesley Batista. Ao que tudo indica, uma propina de R$ 2 milhões.

O dado revela que corrupção irrigada pela JBS era pluripartidária, e nem de longe exclusividade do PT, responsável no Governo pelos empréstimos bilionários do BNDES ao grupo em troca de financiamento de campanha.

Até a Oposição, feroz crítica contra Dilma e Lula, se lambuzava com a malandragem. Um duro golpe no povo brasileiro que era enganado pelos dois lados da moeda.

Segundo a denúncia e as gravações, Neves não só buscava dinheiro ilícito, bem como tramava, num cinismo sem precedentes, contra a Lava Jato.

O que comprova: a Operação é o terror de todos os corruptos. De todas as siglas e ideologias.

Chegou a vez do Supremo mostrar que também não tem cor. Como o Brasil quer.

Vídeo

Entrevista – Ludgério desabafa: política chegou ao fundo do poço


Em alta

Nem esperou o parecer dos especialistas no tema, Dona Candinha já sabe a profissão que vai ganhar destaque em 2019:

"Motorista!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Depois da Operação Calvário, em três estados, contra a Cruz Vermelha, qual medida o Governo da Paraíba adotará?
NÚMERO

0,7%

Percentual do aumento sobre o valor do diesel, informa Petrobrás.