Bastidores

Se xinga Judiciário, do STF Lula não tem do que reclamar

23 de março de 2018 às 10h49
Lula da Silva (Foto: AFP)

O Supremo Tribunal Federal deu o que a defesa do ex-presidente Lula da Silva (PT) pediu. Uma liminar que garante a liberdade do petista até que seja julgado habeas corpus, adiado pela Corte, ontem.

Na prática, funciona provisoriamente com o mesmo efeito do habeas corpus. Condenado por Sérgio Moro e com sentença confirmada pelo TRF-4, ele mantém em liberdade viajando e fazendo campanha pelo Brasil.

Crítico contumaz do Judiciário, por enquanto, Lula não tem do que reclamar do STF. Aliás, poucos políticos de peso têm. Que o digam Renan e Aécio…

Pra completar, o Supremo caminha para modificar entendimento anterior de prisão após condenação em segunda instância.

O que, “coincidentemente”, atende ao direito e expectativa do ex-presidente.

Vídeo

Vídeo-opinião: apesar de tudo, a esperança dos jovens não morreu


Teste de nervos

De olho no temperamento dos nossos candidatos, Dona Candinha chegou a conclusão de que o próximo presidente do Brasil não precisa entender muito de economia.

"Basta contar até dez...!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Se der Haddad e Bolsonaro no segundo turno, com quem o PSDB vota?
NÚMERO

R$ 827 bilhões

Volume de dívidas dos estados. Rio de Janeiro é o pior quadro com R$ 127 bilhões de débitos públicos.