Bastidores

Quando a boa causa vira Lei

23 de março de 2018 às 17h13

Autistas, pais e acompanhantes terão atendimento prioritário garantido em estabelecimentos públicos e privados. O projeto de lei 1.350/2017, de autoria do deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB), objeto de polêmico veto, foi finalmente fpromulgado e virou a Lei nº 11.090/2018. A legislação passará a valer no prazo de 90 dias e o descumprimento acarreta multa de R$ 1.431,90 (30 UFRs).

A lei, que foi publicada no Diário Oficial da quinta-feira (22), determina a inserção do símbolo mundial do autismo nas placas que sinalizam atendimento prioritário em estabelecimentos públicos e privados. Ela deve ser fixada em local visível.

Uma vitória da comunidade autista, da qual o Blog se orgulha de ter militado.

Vídeo

Vídeo-opinião: apesar de tudo, a esperança dos jovens não morreu


Teste de nervos

De olho no temperamento dos nossos candidatos, Dona Candinha chegou a conclusão de que o próximo presidente do Brasil não precisa entender muito de economia.

"Basta contar até dez...!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Se der Haddad e Bolsonaro no segundo turno, com quem o PSDB vota?
NÚMERO

R$ 827 bilhões

Volume de dívidas dos estados. Rio de Janeiro é o pior quadro com R$ 127 bilhões de débitos públicos.