Bastidores

Por essa o Governo não esperava…

23 de março de 2018 às 11h27
Carlos Beltrão impôs restrições a Azevedo e Ricardo, numa decisão pouco comum num benevolente TRE

A decisão do desembargador Carlos Beltrão, recém empossado, deu o tom de sua postura no Tribunal Regional Eleitoral.

Beltrão atendeu pedido do Ministério Público e proibiu a presença do secretário João Azevedo, ungido pré-candidato do PSB, de participar das sessões do Orçamento Democrático.

Foi além: recomendou que o governador Ricardo Coutinho se abstenha de fazer menções e propaganda velada à pré-candidatura socialista durante os eventos, pagos com o dinheiro público.

Pela brandura como vinha sendo tratado no TRE, o Governo experimentou pela primeira vez nos últimos anos uma decisão mais quente.

Vídeo

Vídeo-opinião: apesar de tudo, a esperança dos jovens não morreu


Teste de nervos

De olho no temperamento dos nossos candidatos, Dona Candinha chegou a conclusão de que o próximo presidente do Brasil não precisa entender muito de economia.

"Basta contar até dez...!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Se der Haddad e Bolsonaro no segundo turno, com quem o PSDB vota?
NÚMERO

R$ 827 bilhões

Volume de dívidas dos estados. Rio de Janeiro é o pior quadro com R$ 127 bilhões de débitos públicos.