Bastidores

Noquinha, novo prefeito interino de Bayeux, avisa: “Eu não sou Jesus”

21 de março de 2018 às 13h36
Noquinha avisa: não sou salvador da lavoura; vai pastorear a roça

A decisão do desembargador Arnóbio Alves, que afastou o prefeito Luiz Antônio (PSDB) da Prefeitura de Bayeux, não surpreendeu ao presidente da Câmara Municipal, Noquinha, sucessor imediato e prestes a ser empossado.

“Eu já esperava”, confessou Noquinha. Interrogado pelo Rádio Verdade – da Rede Arapuan de Rádios – o vereador emendou: “Pela situação da cidade e pelo processo do vídeo contra o prefeito”.

Noquinha adiantou aos seus municípios que vai tentar acertar, mas afastou qualquer papel de salvador da pátria. “Eu não sou Jesus e nem salvador da lavoura”.

“Vou tentar acertar, sou humilde e trabalhador, sou honesto. Eu gosto muito de ouvir, manter o que está certo e corrigir o que está errado. Vou conversar com todos os 17 vereadores”.

Vai precisar de muita saliva.

Vídeo

Vídeoentrevista: Jeová precisou vencer câncer, antes de ganhar eleição


Metando

Dona Candinha jura que Dilma deu um conselho a Fernando Haddad, nessa reta final de segundo turno:

"Deixa a meta aberta e depois dobra a meta!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Crítico contumaz do PT e voz ativa no impeachment, Cássio Cunha Lima ficará em silêncio no segundo turno?
NÚMERO

R$ 6,7 milhões

Valores de recursos aprovados pelo BNDES para projetos de recargas de veículos elétricos.