Bastidores

Noquinha, novo prefeito interino de Bayeux, avisa: “Eu não sou Jesus”

21 de Março de 2018 às 13h36
Noquinha avisa: não sou salvador da lavoura; vai pastorear a roça

A decisão do desembargador Arnóbio Alves, que afastou o prefeito Luiz Antônio (PSDB) da Prefeitura de Bayeux, não surpreendeu ao presidente da Câmara Municipal, Noquinha, sucessor imediato e prestes a ser empossado.

“Eu já esperava”, confessou Noquinha. Interrogado pelo Rádio Verdade – da Rede Arapuan de Rádios – o vereador emendou: “Pela situação da cidade e pelo processo do vídeo contra o prefeito”.

Noquinha adiantou aos seus municípios que vai tentar acertar, mas afastou qualquer papel de salvador da pátria. “Eu não sou Jesus e nem salvador da lavoura”.

“Vou tentar acertar, sou humilde e trabalhador, sou honesto. Eu gosto muito de ouvir, manter o que está certo e corrigir o que está errado. Vou conversar com todos os 17 vereadores”.

Vai precisar de muita saliva.

Comentários

Vídeo

Vídeo-entrevista: estatístico faz raio-x das candidaturas ao Governo da Paraíba


Vida real

Dona Candinha, ainda comovida com o espetáculo do casamento real, fez uma analogia com a política brasileira:

"Aqui, a gente sonha com príncipe e casa com sapo!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Daniella Ribeiro troca um mandato ‘certo’ pelo risco de uma candidatura ao Senado?
NÚMERO

R$ 10 mil

Valor da remuneração de trinta cargos extintos pelo prefeito interino de Cabedelo, Vitor Hugo.