Bastidores

Noquinha, novo prefeito interino de Bayeux, avisa: “Eu não sou Jesus”

21 de março de 2018 às 13h36
Noquinha avisa: não sou salvador da lavoura; vai pastorear a roça

A decisão do desembargador Arnóbio Alves, que afastou o prefeito Luiz Antônio (PSDB) da Prefeitura de Bayeux, não surpreendeu ao presidente da Câmara Municipal, Noquinha, sucessor imediato e prestes a ser empossado.

“Eu já esperava”, confessou Noquinha. Interrogado pelo Rádio Verdade – da Rede Arapuan de Rádios – o vereador emendou: “Pela situação da cidade e pelo processo do vídeo contra o prefeito”.

Noquinha adiantou aos seus municípios que vai tentar acertar, mas afastou qualquer papel de salvador da pátria. “Eu não sou Jesus e nem salvador da lavoura”.

“Vou tentar acertar, sou humilde e trabalhador, sou honesto. Eu gosto muito de ouvir, manter o que está certo e corrigir o que está errado. Vou conversar com todos os 17 vereadores”.

Vai precisar de muita saliva.

Vídeo

Secretário de Segurança da PB vê “muita coisa boa” no Plano de Moro


Terapia federal

No auge da sua experiência, Dona Candinha já sabe o que o Governo Bolsonaro mais precisa nesse momento:

"Divã!"

PONTO DE INTERROGAÇÃO
Com quantos deputados a oposição realmente conta na Assembleia?
NÚMERO

65 e 62

Idades mínimas para aposentadoria de homens e mulheres, respectivamente, constante da proposta do Governo Federal para a reforma da Previdência.